sexta-feira, 10 de março de 2017

Blog Parágrafos & Travessões.

                                                   Resenha do livro Inocência Perdida.

Primeiro volume da Saga de um Pintor.

Link para a compra: http://www.livrariadragoeditorial.com/products/a-saga-de-um-pintor-inocencia-perdida-p-m-mariano/


RESENHA: INOCÊNCIA PERDIDA

10.3.17



resenha inocência perdida priscila mariano
Sinopse:
Até onde vai a crueldade humana?
Felipe sentiria na alma e no corpo que tudo não é apenas carinho e amor. Após descobrir que tinha uma família, viu que os anos passados no abrigo São Marcos, foram os melhores de sua vida. E que a felicidade que tanto desejava em família, era ilusória e, aos poucos, descobre que a vida não é tão simples, e que até mesmo entre famílias existem monstros.
Aos onze anos sentia na pele a violência e a crueldade daquele que deveria amá-lo e protegê-lo.
O que poderia fazer, se a vida de seu irmão dependia de ele aceitar os caprichos de uma mente doentia? Como fugir do monstro que vivia a seu lado? 
Esta é a história de um menino que tinha rosto de anjo, mas viveu um inferno na vida.

Autora: Priscila M. Mariano | Ano: 2016
Páginas: 316 | Editora: Drago Editorial
Gênero: Drama | Adicione no Skoob



Se você tem estômago fraco para temas fortes, já aviso a vice, leitor, para passar bem longe desse livro.

Inocência Perdida conta a história de Felipe, que começou a vida vivendo em um orfanato, com o sonho de um dia encontrar os seus pais e ter uma família feliz. Em determinado momento, Felipe descobre que tem um irmão gêmeo, Tobias, e é aí que a história realmente começa a se desenrolar.

Felipe conhece o pai e a madrasta, e vai morar com eles em São Paulo, juntamente de seu irmão. Porém, ele descobre que o seu sonho de ter uma família, se torna um grande pesadelo. Inocência Perdida é uma história chocante, onde acompanhamos o triste caso de Felipe ao ser abusado pelo próprio pai. Afinal, até onde vai a crueldade humana?

Confesso que foi uma leitura muito difícil para mim, e mais ainda resenhá-lo. Protelei por muito tempo, pois não tinha palavras para descrever o impacto que senti ao finalizar o livro. Me vi parando no meio dos capítulos ao notar o quão árduo era ler cenas tão repulsivas.

Inocência Perdida nos faz abrir os olhos para a realidade da exploração infantil. Várias crianças no Brasil e no mundo passam por situações como as de Felipe, ou se não, pior. É triste, mas necessário para entender até onde comportamento pode levar. É um recado para nos atentarmos para saber se uma criança está perdendo a inocência de forma monstruosa.

Na história, Felipe se torna uma criança triste e se sente sujo, sente ódio e pensa em fugir, mas não o faz, pois preza pela vida e integridade do irmão. Mas nem sempre crianças abusadas têm a mesma reação altruísta, o que é o caso de Beth, de "Ira de um Anjo". Beth foi um caso real, que vocês podem conferir o documentário neste link.

A tensão nos segue até o final do livro. Inocência Perdida é o primeiro livro da série "A Saga de um Pintor", acompanhando como tais acontecimentos terríveis influenciaram na vida de Felipe. 

Para mim, a leitura não foi fluída pelo fato de ir muito além do que eu esperava da história. A diagramação feita pela Drago Editorial está muito bem feita: páginas amareladas e letras de um tamanho confortável para a leitura. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que realmente atrapalhe.

Inocência Perdida me surpreendeu, e espero ansiosamente pelas continuações. Priscila tem uma escrita na medida certa, e tudo o que eu posso fazer é parabenizar.

Saiba mais sobre a autora: Priscila M. Mariano
Saiba onde comprar o livro "Inocência Perdida"